Início » Vida Cristã » Sexta Feira Santa – O que é? – O que se comemora

Sexta Feira Santa – O que é? – O que se comemora

A Sexta Feira Santa é o marco da morte de Jesus Cristo na cruz, algumas denominações religiosas encaram esse dia com um luto, entretanto, é importante ressaltar que o Senhor ressuscitou e saiu vitorioso.

Por isso, esse é um dia que deve ser vivido com um profundo respeito, mas não tristeza,  afinal, Jesus Cristo morreu para trazer a salvação para todos que nele crê.

O que se comemora na sexta-feira Santa?

A Sexta Feira Santa tem uma relevância espiritual muito importante na vida dos cristãos, pois foi através desse sacrifício de Jesus que o homem terá a oportunidade de ser perdoado pelos seus pecados e ganhar a vida eterna.

” Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Jô 3,16

Nesse dia, os homens devem praticar a gratidão e meditarem sobre suas vidas, é importante avaliar se a estão conduzindo conforme a vontade de Deus, afinal, Jesus foi crucificado como símbolo da Salvação das pessoas que nele acreditam.

Jesus Cristo deu a vida por nós, portanto, na Sexta Feira Santa devemos expressar o quanto somos gratos. É dia para meditar e analisar o quanto pecado é destruidor.

A hora exata da morte de Jesus não é citada na bíblia, por isso, em algumas denominações religiosas acontecem uma celebração durante esse dia, mas a principal é a Via Sacra que serve como reflexão, pois o Senhor morreu por nós em sua forma humana.

As palavras mencionadas por Jesus na cruz foram:

 “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem”;
“Em verdade te digo: hoje estarás comigo no Paraíso”;
“Mulher, eis aí o Teu filho (…) Eis aí a Tua Mãe”;
“Tenho Sede!”;
“Eli, Eli, lema sabachtani? – Meu Deus, Meu Deus, por que Me abandonastes?”;
“Tudo está consumado!”;
“Pai, em tuas mãos entrego o meu Espírito!”.

Para os cristãos, a Sexta Feira Santa não tem uma data fixa, é sempre considerado a primeira sexta-feira da lua cheia após o equinócio da primavera (hemisfério norte) e equinócio do outono (hemisfério sul). Por isso, no Brasil essa data pode acontecer entre 22 de março a 25 de abril.

O  que diz a bíblia sobre a sexta-feira Santa?

A bíblia não fala especificamente da Sexta Feira Santa, mas sim, da crucificação de Cristo. Os fatos citados nas escrituras em 4 evangelhos são sobre a Páscoa, no entanto, a Igreja criou alguns eventos para serem relembrados a paixão, morte e ressurreição de Cristo.

É justamente por isso que a semana santa se tornou muito importante para os cristãos, sobretudo os três dias que antecedem a Páscoa que é a quinta-feira santa (última ceia de Jesus), Sexta Feira santa (crucificação) e o sábado -domingo que foi a ressurreição.

Alguns versículos bíblicos que citam esses momentos:

” E aconteceu que, quando Jesus concluiu todos estes discursos, disse aos seus discípulos:
Bem sabeis que daqui a dois dias é a páscoa; e o Filho do homem será entregue para ser crucificado.
Depois os príncipes dos sacerdotes, e os escribas, e os anciãos do povo reuniram-se na sala do sumo sacerdote, o qual se chamava Caifás.
E consultaram-se mutuamente para prenderem Jesus com dolo e o matarem.
Mas diziam: Não durante a festa, para que não haja alvoroço entre o povo.”

A Sexta Feira Santa é comemorada de forma diferente entre as denominações cristãs. A bíblia não menciona datas específicas sobre a morte de Jesus e nem sobre restrições alimentares.

O ato de não comer carne não tem relação com Jesus Cristo, mas sim com festas de origem pagãs daquele tempo.

Para outras denominações Cristãs, a semana santa não tem representação significativa, uma vez que ela é a revitalização de uma festa milenar pagã e de homenagens a Deuses estranhos e não a Jesus Cristo.

Eles acreditam que os costumes das pessoas de servirem ao paganismo e ao cristianismo ao mesmo tempo, não são bem-vindas. Jesus não se alegra de atos que não condizem com a plenitude do Espírito Santo.

” Que harmonia entre Cristo e Belial? Que há de comum entre o crente e o descrente?
Que acordo há entre o templo de Deus e os ídolos? Pois somos santuário do Deus vivo. Como disse Deus: “Habitarei com eles e entre eles andarei; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo”.

2 Coríntios 6:15-16

Comente