Início » Nossa Senhora e Santos » A história de Santa Catarina, dia de devoção e oração

A história de Santa Catarina, dia de devoção e oração

No nosso país temos um estado que traz o nome dela, e não é a toa. Santa Catarina de Alexandria é venerada pelos catarinenses há muito tempo e tem um dia dedicado inteiramente à ela, 25 de Novembro.

Uma das devotas mais conhecidas dessa santa em todo o mundo é Joana D’arc, que nasceu na França no ano de 1412 e era super religiosa, o que segundo relatos históricos teria ouvido Santa Catarina quando tinha a idade de 13 anos.

A história de Santa Catarina e dia de devoção

Catarina nasceu no ano de 288 depois de Cristo na cidade de Alexandria, o que hoje é o Egito.Com a morte do seu pai, ela se mudou com a sua mãe para a Cilícia, onde se converteu ao Cristianismo. Com 12 anos teve um sonho do qual Jesus lhe dizia que ela seria sua noiva e não deveria se entregar para nenhum outro homem.

Com o passar do tempo, a menina se tornou conhecida e despertou a atenção do Imperador da Alexandria, que era Maximino II, um grande perseguidor dos cristãos.

A história de Santa Catarina, dia de devoção e oração

Quando tinha 17 anos, a jovem debateu com 20 sábios e acabou convertendo os homens para o cristianismo, além da mulher do Imperador, o que deixou Maximino II com muita fúria. Ele ordenou para que os 20 sábios fossem queimados e sua mulher, além de que a jovem fosse para a masmorra.

Depois da jovem ter sido espancada, chicoteada e humilhada, ela permaneceu presa durante 2 anos no local. O Imperador desejou se casar com ela, porém ela não aceitou, então ele a mandou para a tortura da roda, onde 4 rodas giravam em sentidos contrários às outras, cheias de lâminas em forma de garras.

Esse é o momento em que a santa prova sua fé e devoção a Jesus Cristo, isso porque segundo se conta, Catarina fez uma oração e um raio destruiu todas as todas, matando assim todos os soldados que a seguravam. Catarina não sofreu nenhum dano.

Mais brabo ainda com o acontecido, o Imperador ordenou que ela fosse presa novamente, nisso ela ficou 12 dias sem comida nem água, porém sempre fiel à sua crença e sem se entregar ao Imperador como esposa.

Então o Imperador ordenou a sua decapitação no dia 25 de novembro do ano de 307. Segundo relatos, quando morreu pela decapitação, no lugar de sangue saiu leite de sua cabeça.

O seu corpo desapareceu milagrosamente, sendo transportado por anjos para o topo de Jebel Katerina, o pico conhecido como mais alto do Monte Sinai. Depois de três séculos, o seu corpo foi encontrado intacto e foi levado para o Mosteiro da Transfiguração, onde vários de seus tesouros estão até hoje lá resguardados.

Padroeira

Santa Carina de Alexandria é conhecida por ser a padroeira dos estudantes, filósofos e também dos professores, além de ser invocada por aqueles que trabalham com rodas ou contra acidentes de trabalho.

Aqui no Brasil ela é conhecida como a padroeira principal do estado e da ilha de Santa Catarina, que inclusive tem esse nome em sua homenagem, além de ser a co-padroeira da Catedral metropolitana de Florianópolis.

Há várias igrejas em nosso território dedicadas à santa, entre elas em Santa Catarina, Bahia, Rio Grande do Sul, Amazonas, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás e muito mais.

Ela é conhecida também por ser a patrona da Congregação das Irmãs de Santa Catarina de Alexandria V.M, junto com a Beata Madre Regina Protmann, que era sua devota.

Oração de Santa Catarina

Essa foi a oração que Santa Catarina recitou no momento do martírio:

Jesus, Meu Senhor e Meu Deus, peço que seja socorrido em vós todo aquele que em momentos de aflição, invocar a lembrança de meu martírio. Livrai da morte súbita os meus devotos e concedei a eles, por toda a vida, abundância de pão e água, além da saúde. Que as doenças e as tempestades se mantenham longe de suas casas. Que as mulheres não abortem nem morram no parto. Que não haja carestia onde moram e que o orvalho do céu desça sobre suas cabeças dia e noite. Concedei que por fim, se alguém recorrer a meu nome, seja conduzido pelos anjos ao repouso eterno. Amém!

Comente